Elmec, Elmec Comércio e Ind?stria, Chaves Elétricas, Chave de desalinhamento, logo elmec, Elmec bh, Elmec Belo Horizonte, Cavotec, Elmec Cavotec, Logotipo Elmec
Elmec, Elmec Comércio e Ind?stria, Chaves Elétricas, Chave de desalinhamento, logo elmec, Elmec bh, Elmec Belo Horizonte, Cavotec, Elmec Cavotec, Logotipo Elmec
Elmec | Sensores Magnéticos - FL-870
   

Aplicação: Detectar desvios de velocidade em correias transportadoras.
Subvelocidades decorrentes de sobrecargas, deslizamentos, ruptura da correia, etc..

Especificações FL 870
Operação  
Temporização para partida do motor 8 seg
LEDs indicadores Para alimentação e subvelocidade
Alimentação (especificar) 110 ou 220 Vca
Força exercida pela roda 8 kg quando a base está a 90° (4 kg no modelo FL-870/L1)
Ajustável pelo ângulo da base de fixação
Temperatura de operação 10°C a 80°C
Materiais  
Corpo Carcaça em chapa de aço ABNT-1020
Grau de proteção Para instalação ao tempo - IP-65
Suporte de fixação Articulada em chapa de aço ABNT-1020 zincada
Mola Aço inoxidável AISI 302
Eixo principal ABNT1020
Rolamentos 60032RS, selados e protegidos por retentores
Roldana de contato Borracha vulcanizada ø4” (100 mm)
Pintura Poliéster, eletrostática
Cor de acabamento Amarelo segurança
Placa de indentificação Aço inoxidável
Peso 7,5 kg (8,2 kg no modelo FL870 / L1)
Contatos elétricos  
Acionamento dos contatos Simultâneo
Quantidade / tipo 1 contato reversível (SPDT)
Corrente / tensão 5 A x 220 Vca
Conexão elétrica 1 x ½ “ rosca GAS com prensa cabo
_
Opcionais Adicionar ao código Especificação:
FL-870/M1
(modelo padrão, faixa de velocidade M1)
Eixo com comprimento 350 mm /L1
Faixa de velocidades
(ver tabela de velocidades)
/Mn
Roda com 120 mm de diâmetro /R12
Sem unidade eletrônica /NE

Tabela de velocidades
(Tolerância +/- 20%)
Velocidade detectável
rpm
roda padrão
rpm
roda 120 mm
Tempo máximo para sinalização de subvelocidade
M1
45 a 250 m/min
140 a 800
120 a 660
0,5 segundos
M2
10 a 60 m/min
30 a 192
25 a 160
2,5 segundos
M3
2 a 12 m/min
6 a 38
5 a 32
6 segundos

INSTRUÇÕES GERAIS

1 - Montagem das chaves :

• A chave detectora de subvelocidade deve ser montada em uma base rígida posicionada de forma a permitir que a roda da FL-870 fique em contato com a correia.
• A roda pode ficar em contato com a correia tanto no lado da carga quanto no lado de retorno, desde que a correia esteja bem esticada nestes pontos, garantindo que seu movimento faça com que a roda da FL-870 gire. (fig.1)


2 - Conexões elétricas :

• A chave FL-870 possui uma unidade eletrônica conectada a um sensor magnético que faz o monitoramento do giro da roda. Não são necessários ajustes nas ligações do sensor.
• Os terminais 15-16-18 são os terminais do contato SPDT (NF:15-16; NA:15-18). Este contato sinalizará a falha, caso a velocidade da correia caia abaixo do valor indicado no painel.
• A alimentação está indicada no painel. A tensão correta (110 ou 220Vca) estará com uma marca sobre a placa. Esta tensão deve ser aplicada nos terminais a-b da unidade eletrônica.
• Para garantir o correto funcionamento da chave, sua alimentação deve ser feita em paralelo com a do motor do transportador. Utilizar contatores auxiliares ou transformadores para fazer a compatibilização das tensões, se for necessário
.

3 - Funcionamento e ajustes :

• Ligue o equipamento (a chave deve ser energizada simultaneamente. Ver item 2). O LED verde do painel da chave deve acender.
• Quando o motor for ligado, transcorrerão de 6 a 8 segundos até que a chave passe a medir a velocidade. Este tempo é fixo e serve para que seja possível a aceleração do motor.
• Gire o botão para a esquerda e para a direita até posicioná-lo no ponto exato onde o LED vermelho pára de piscar. A velocidade aproximada da correia (em m/min +/- 20%) estará indicada no painel da chave. Ajuste o botão para o limite de velocidade abaixo do qual se deseja sinalizar.
• Sempre que for detectada velocidade da correia menor que a selecionada no painel (fig.2), o contato interno comutará e o LED vermelho no painel da unidade eletrônica acenderá. A cada volta da roda, a medição é zerada e o contado interno retorna à posição de espera. Se uma correia estiver girando devagar, o led piscará a cada volta da roda.


4 - Manutenção :

• Verificar mensalmente se há acúmulo de material sobre a chave. Remover todo o material acumulado, especialmente se este estiver sobre o eixo ou sobre a roda. Se o material for muito abrasivo ou muito pegajoso, inspecionar semanalmente.

• Verificar mensalmente o estado da roda. Se estiver danificada, deve ser trocada. Normalmente o desgaste deve ser uniforme. O desgaste irregular ocorre quando a roda não está com bom contato com a correia. Neste caso, deve-se aumentar a pressão da mola para aumentar a força de contato roda-correia, deslocando o suporte articulado no sentido de aproximar a roda da correia.
• Semestralmente deve-se abrir a chave e revisar o aperto dos terminais elétricos, limpando eventuais oxidações.
• As peças sobressalentes são fornecidas pela ELMEC. Para fazer a substituição, recomenda-se que a chave seja levada a uma oficina apropriada. Opcionalmente, a chave pode ser enviada à ELMEC para manutenção.




Fig 1 - Montagem da FL-870





Fig 2 - Painel da FL-870


Dimensões:



 

Os dados deste catálogo técnico podem ser alterados sem aviso prévio
FL-870 – Chave detectora de subvelocidade
Rev 8 (Outubro/2015)
Elmec Comércio e Indústria Ltda. Telefone: +55 (31) 3421-4899 FAX: +55 (31) 3442-5053 Celular: +55 (31) 99954-0481
Avenida Perimetral, 2717 - Distrito Industrial Vale do Jatobá - CEP: 30.670-845 - Belo Horizonte/Minas Gerais - Brasil (Clique aqui para ver o mapa)