Elmec, Elmec Comércio e Ind?stria, Chaves Elétricas, Chave de desalinhamento, logo elmec, Elmec bh, Elmec Belo Horizonte, Cavotec, Elmec Cavotec, Logotipo Elmec
Elmec, Elmec Comércio e Ind?stria, Chaves Elétricas, Chave de desalinhamento, logo elmec, Elmec bh, Elmec Belo Horizonte, Cavotec, Elmec Cavotec, Logotipo Elmec
Elmec | Chave Elétrica - Chave de emergência à Prova de Explosão FL-518 RT EX

Aplicação: Utilizada para paradas de emergência em correias transportadoras, com detecção de cabo frouxo.
Acionamento bilateral através de cabo de aço e rearme manual.
Fornecida em robusta carcaça de ferro fundido nodular, ideal para serviço pesado em ambientes potencialmente explosivos das zonas zonas 1,2,21,22, com marcação:
Ex db IIB T6 Gb IP-66/67
Ex tb IIIC T85°C Db IP-66/67










ABNT NBR IEC 60079-0
60079-1 / 60079-31
Certificado CEPEL-19.2472
















1 - Classificação do invólucro à prova de explosão :
Ex d IIB T6 Gb : Aplicações não subterrâneas do grupo IIB (gás do grupo do etileno), temperatura de superfície 85° C, nível de proteção (EPL) "alto" (produto não é fonte de ignição em operação normal ou em mau funcionamento previsto).
Ex d IIIC T85° Db : Aplicações não subterrâneas do grupo IIIC (poeiras condutoras), temperatura de superfície 85° C, nível de proteção (EPL) "alto" (produto não é fonte de ignição em operação normal ou em mau funcionamentos previstos).
Não use em ambientes diferentes dos grupos para os quais a chave foi certificada.
 

2 - Descrição do produto FL-518 RT Ex (Incluído kit de instalação com 2 tracionadores c/molas de aço inox, 2 esticadores e 4 ganchos conectores p/fixação do cabo de aço)

Alavanca de acionamento Em duas direções
Rearme Manual
Carcaça e tampa Ferro fundido nodular GGG-50 (DIN EN 1563  EN-GJS-500-07)
Grau de proteção IP-67  (NBR IEC 60529)
Conexão elétrica 1/2" NPT
Acessórios incluídos Kit de montagem rápida XCAE-518GD; 2 tracionadores XTRAC-518
Contato  (cada bloco de contato) 1NA+2NF             3A/120Vca  (AC15)           3A/24Vcc      (DC13)
 Ação rápida      1,5A/250Vca  (AC15)     0,55A/120Vcc    (DC13)
Pintura Eletrostática em poliéster
Cor de acabamento Amarelo Munsell 5Y8/12
Peso 5,9 kg
Opcionais /2 2 blocos de contato. Independentes para cada direção
/C3 2 blocos de contato acionados simultaneamente em ambas as direções
/CDS Com rede industrial Dupline® SAFE
/i Com mecanismos internos em aço inox
/F3 Com conexão elétrica 3/4" NPT
/P Com prensa cabo Ex (certificado à parte)
/XA Fornecido com kit de montagem convencional XCAE-500RR
/XM Fornecido com molas com limitador de curso XTRAC-518XM
/WA Sem acessórios de fixação do cabo e c/2 tracionadores XTRAC-518RT
/WA/XM Sem acessorios de fixação do cabo e com duas molas tracionadoras de aço inox com cabo de aço limitador XTRAC-518 XM
/WA/WM Somente a chave, sem nenhum acessório de instalação
(especificar) Pintura sintética em qualquer cor


Atende NBR14.153, NBR14.154, NBR13.742, NBR13.862; NBR13.759 e NBR IEC 60079-0, 60079-1 e 60079-31

A Elmec não poderá ser responsabilizada por acidentes, danos ou falhas operacionais decorrentes de erros de montagem ou devido ao desconhecimento e/ou não observância do conteúdo destas instruções, nem por danos decorrentes da utilização de peças de reposição ou acessórios não fornecidos ou não autorizados pela Elmec. Não é permitida qualquer modificação do produto pelo usuário.

3 - Instalação da FL-518RT Ex - precauções de segurança

A montagem deve ser feita sempre com a energia desligada.
A instalação deste produto deve ser sempre realizada por técnicos habilitados e com experiência em segurança em ambientes onde exista atmosfera potencialmente explosiva, usando ferramentas apropriadas para realizar a operação de acordo com as normas prescritas para trabalhos em áreas de segurança (como por exemplo ferramentas anti-chama ou equipamentos certificados em áreas Ex).
Deve-se tomar especial cuidado com as superfícies usinadas entre a carcaça e a tampa (ver item 4). Estas superfícies não podem ser riscadas, amassadas nem danificadas de nenhuma forma.  Se estas superfícies estiverem danificadas ou oxidadas, as chaves não devem ser instaladas.
Não é permitido ao usuário ou terceiro reparar este produto. Reparos somente podem ser executados pelo fabricante.
As conexões elétricas podem ser feitas via cabos ou condutores dentro de eletrodutos. Se forem usados eletrodutos, estes devem ser instalados segundo as normas para áreas classificadas. A entrada de cabo e a conexão com eletrodutos têm que ser feita sem que se altere qualquer característica da chave. A conexão de aterramento da chave é obrigatória.
Quando a entrada do cabo for feita através de um prensa-cabo, seu tipo deve ser compatível com o tipo e grau de proteção adequado ao local e com dimensões compatíveis com o cabo. O prensa cabo tem que ser apertado até que se garanta 5 fios de acoplamento com a carcaça e, no cabo elétrico, deve ser apertado até que os anéis de vedação garantam a pressão necessária para vedação e grau de proteção. Verificar os detalhes do aperto no manual do fabricante do prensa cabo.

4 - Fechamento da tampa da FL-518RT Ex - precauções de segurança

Ao abrir a tampa, deve-se tomar cuidado para proteger a superfície de contato com a carcaça. Não coloque a tampa no chão ou em superfícies que possam danificar a face de contato com a carcaça. Coloque sempre a tampa com a face usinada para cima. Não coloque qualquer objeto sobre a tampa.
Se as superfícies entre a carcaça e a tampa estiverem danificadas ou oxidadas, as chaves não devem ser liberadas para operação.
A proteção à prova de explosão desta chave depende dos seguintes cuidados antes de se colocar a tampa :
·  Limpeza cuidadosa e meticulosa para que se tenha certeza de não há qualquer detrito nas faces de contato entre a carcaça e a tampa.
·  Verificar se anel o-ring está bem fixado em sua sede na carcaça, sem ondulações ou rupturas.
·  A chave é fornecida com graxa aplicada nas faces entre a tampa e carcaça, para proteção contra a corrosão. Antes de fechar a tampa, deve-se repor esta proteção, aplicando uma fina camada de graxa sintética ou semi-sintética, que resista a uma temperatura mínima de 135°C, que  não endureça com o tempo, que não contenha solvente que evapore e não cause corrosão na superfície. Aplicar uma camada bem fina, apenas o suficiente para cobrir as faces, impedindo o contato direto do metal com o ar.
·  Após fechar a tampa e apertar os parafusos (torque de aperto 6,5 ± 1 N.m), verificar o espaço entre as superfícies da tampa e da carcaça, que deve ser menor que  0,05mm


·  • Parafusos sobressalentes da tampa devem ser fornecidos pela Elmec. Em caso de necessidade urgente de substituição provisória, os parafusos devem ser de aço inoxidável, Classe A*-70 com resistência mínima de 700 MPa.

5 - Montagem

A FL-518RT Ex pode ser conectada a 2 lances de até 70 m de cabo, cobrindo um comprimento de até 140 m. O cabo de aço bitola 1/8", plastificado na cor vermelha (E), deve ter suportes (F)  (fig.1) a cada 3 ou 4 metros em toda a sua extensão. Para garantir o esticamento do cabo e permitir a detecção de cabo frouxo/rompido, tracionadores ou molas devem ser colocados nas extremidades conforme mostrado nas figuras 2, 3 e 4.

Fig. 1 – Suporte para cabo de aço

Fig. 2 - Instalação com componentes de montagem rápida

Dc é o comprimento do lance de cabo.(max. 70 m para cada lado, totalizando 140 m máx.)

Dn é a menor distância entre a extremidade do tracionador (G) e suporte de cabo (F);

Ds é a distância típica entre suportes de cabo (F); 

5.2 Montagem convencional com tracionador (FL-518RT Ex /XA) (Fig.3):
O kit de montagem convencional XCAE-500RR é composto por 16 clipes (XClips - H), 8 sapatilhas (XSapatilhas - J), 2 esticadores (XEst516 - K). galvanizados e podem, opcionalmente, ser fornecidos em aço inoxidável (Kit XCAE-500RR/i). Dois tracionadores XTRAC-518RT (G) acompanham o produto e devem ser fixados nas extremidades do transportador.

Fig. 3 - Instalação com componentes convencionais e tracionadores

Dc é o comprimento do lance de cabo.(max. 70 m para cada lado, totalizando 140 m máx.)

Dn é a menor distância entre a extremidade do tracionador (G) e suporte de cabo (F);

Dv é a menor distância entre a ponta da laçada do cabo de aço (fig. 6) e o suporte do cabo (F);  

Ds é a distância típica entre suportes de cabo (F); 

Lc é o comprimento da laçada do cabo suficiente para que se coloque 2 clipes para garantir boa fixação do cabo.

5.3 Montagem convencional com mola tracionadora (FL-518RT Ex /XA/XM ) (Fig.4):
O kit de montagem convencional XCAE-500XM é composto por 16 clipes (XClips - H), 6 sapatilhas (XSapatilhas - J), 2 esticadores (XEst516 - K) galvanizados e podem, opcionalmente, ser fornecidos em aço inoxidável (Kit XCAE-500XM/i). Duas molas tracionadoras XTRAC-518XM (M) com parafuso olhal, sapatilha e cabo limitador acompanham o produto e devem ser fixadas nas extremidades do transportador.

Fig. 4 - Instalação com componentes convencionais e molas tracionadoras

Dc é o comprimento do lance de cabo.(max. 70 m para cada lado, totalizando 140 m máx.)

Dn é a menor distância entre a extremidade da mola (M) e suporte de cabo (F);

Dv é a menor distância entre a ponta da laçada do cabo de aço (fig.6) e o suporte do cabo (F);  

Ds é a distância típica entre suportes de cabo (F); 

Lc é o comprimento da laçada do cabo suficiente para que se coloque 2 clipes para garantir boa fixação do cabo.

5.4 Instalação e tensionamento do cabo de aço:

5.4.1 Fixar os tracionadores (G) ou molas (M) nas extremidades do transportador, suportes de cabos e a chave de emergência conforme fig.2, fig.3 ou fig.4. A chave de emergência FL-518RT Ex deve ser montada no ponto médio da distância a ser coberta pelo cabo de aço.
5.4.2 Abrir o esticador (C da fig.2 ou K da fig.3 e fig.4), girando o corpo central e mantendo fixas as alças (fig. 7). Esta abertura permitirá o ajuste fino de tensão no cabo. Deve-se abrir o esticador pelo menos até a metade de seu abertura.
5.4.3 Fixar o cabo de aço no parafuso olhal prendendo nos ganchos (fig. 8) ou passando-o pelas sapatilhas e fechando a laçada com 2 clipes (fig. 6). Fixar da mesma forma os esticadores. Cortar os excessos de cabo

Fig. 5 – Mola tracionadora XTRAC-518XM

5.4.4 O ajuste do esticamento deve ser feito em duas etapas (ver fig. 9). Trave o braço á direita (Fig. 9 A) e ajuste o comprimento do cabo no gancho (fig. 8) (ou laçada de cabo - fig. 6) que fica preso ao braço da chave. O cabo deve ser ajustado de forma que a segunda marca do tracionador fique visível e rente ao corpo do tracionador (Fig. 9 A) (no caso de usar mola tracionadora, esticar até seu corpo atingir 190 mm). Corte os excessos de cabo e aperte firmemente os parafusos dos ganchos (ou clipes). Repita o processo com a alavanca travada à esquerda (Fig. 9 B) ajustando o outro tracionador (ou mola tracionadora) no outro lado do cabo de aço. Destrave a chave puxando para cima a alavanca de rearme (fig. 12) e veja que o braço da chave volta aproximadamente à vertical. Aperte as porcas dos esticadores para que o cabo de aço não se solte. Com a alavanca na vertical, cada tracionador recolhe um pouco seu eixo, ocultando a segunda marca. A primeira marca (veja fig. 9 A e B) de ambos tracionadores deve estar visível. No caso da mola, seu corpo deve estar com cerca de 160 mm (fig.5)

5.4.5 O ajuste fino da posição da alavanca deve ser realizado através dos esticadores. Girando-os no sentido horário/anti-horário, estica-se/afrouxa-se o cabo de aço. Deve- se ajustar os esticadores de cabo até que a alavanca fique na vertical. Inclinações de até 5° em relação à vertical para qualquer lado são aceitáveis e não interferem no funcionamento da chave.

5.4.6 Aperte as contra-porcas dos esticadores para que não percam o ajuste. A instalação mecânica está completa.

Fig. 5 – Laçada do cabo de aço

Fig. 6 – Ajuste do esticador

Fig. 7 – fixação do cabo no gancho

VERIFICAÇÕES : A instalação estará correta se:

- Os cabos de aço estão esticados e podem correr livremente nos suportes.
- O braço da chave está visualmente na posição vertical.
- Ambos tracionadores estão com a primeira marca (Fig.9) visível e rente à face do tracionador. (Se as molas tracionadoras estiverem sendo usadas, o comprimento de seus corpos deve estar com de 160 mm - Fig.5).
- Todas as porcas dos ganchos (ou clipes) estão firmemente apertadas.
- Todas as porcas e contra porcas dos esticadores estão firmemente apertadas.

- Puxando o cabo de aço, a alavanca da chave de emergência é deslocada até travar. Isso deve ser possível em qualquer ponto do cabo.
-Quando destrava-se a chave, puxando-se para cima a alavanca de rearme (fig. 12), o braço retorna aproximadamente à posição vertical. O fato do braço não retornar exatamente à posição vertical é normal e não interfere no funcionamento da chave de emergência.

Fig. 9 – ajuste do tracionador

Situação de emergência é quando há uma situação real ou potencial de lesões a pessoas ou dano ao equipamento. As comissões de segurança das empresas devem treinar aqueles que têm acesso aos locais onde exista risco para que eles saibam identificar quais são estas situações e que providências devem ser tomadas.
• A decisão de acionar a chave de emergência não deve pressupor qualquer consideração do operador.
• Quando se detectar uma situação de emergência, o operador no local deverá puxar o cabo em qualquer direção (Fig. 8). O braço da chave de emergência será deslocado, girando e travando na posição mostrada na Fig. 9. Quando o braço está travado, os contatos internos estão comutados.

Fig. 8 - Acionamento da emergência Fig. 9 - Chave travada na emergência Fig. 10 - Cancelar emergência

• Uma vez eliminada a situação de emergência, o  operador deve se  dirigir à  chave  que comandou a parada de emergência e puxar para cima a alavanca de rearme (fig. 10) para liberar a trava (para facilitar o rearme, alivie a força exercida pelo cabo deslocando levemente o braço). De acordo com as normas de segurança, o rearme tem que ser feito manualmente, de forma deliberada, no local onde foi sinalizada a emergência.
• A chave na posição de emergência bloqueia a partida do transportador. O rearme da chave libera o religamento do transportador mas não pode comandar sua partida.  Deve existir um procedimento adequado de partida do transportador para garantir a segurança. Os operadores que trabalham próximos ao equipamento devem possuir treinamento adequado sobre os procedimentos de emergência e partida. Este treinamento é de responsabilidade da empresa proprietária do transportador. 

6 -  Detecção de cabo frouxo ou cabo rompido (NBR 13.759)

• Na ocorrência de ruptura ou afrouxamento do cabo de aço, a mola de tração interna à chave puxará o cabo no sentido oposto do local onde ocorreu o afrouxamento ou ruptura, comutando os contatos internos, sinalizando emergência e forçando a parada do equipamento. Será necessário que seja feita a recolocação do cabo de aço conforme descrito no item 5.3 deste manual

Os dados deste catálogo técnico podem ser alterados sem aviso prévio
FL-518RT EXP – Chave de emergencia o à prova de explosão
Rev 0 (Dezembro/2018)








Elmec Comércio e Indústria Ltda. Telefone: +55 (31) 3421-4899 FAX: +55 (31) 3442-5053 Celular: +55 (31) 99954-0481
Avenida Perimetral, 2717 - Distrito Industrial Vale do Jatobá - CEP: 30.670-845 - Belo Horizonte/Minas Gerais - Brasil (Clique aqui para ver o mapa)